Mais histórias de papais estão chegando com a nova temporada de Boas Vindas

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Hoje, dia 11 de março, estreia a nova temporada de “Boas Vindas – Nasce um Pai” às 22h30 no GNT.

 

Com histórias fortes e emocionantes de homens que se transformam com a paternidade, a Cine Group renova o programa “Boas Vindas”, do canal GNT. A atração chega à nona temporada mostrando o nascimento pelo ponto de vista de homens que compõem uma nova geração de pais, homens que desejam um filho e entendem que esse é um projeto a dois. A participação das mães não é deixada de lado, mas, agora, elas são coadjuvantes na série. A atração estreia dia 11 de março, às 22h30, com novos 13 episódios.

“A Cine Group apostou em seguir de perto os homens antes e depois do nascimento de seus filhos, retratando personagens reais que engravidam junto, dividem com sua companheira as responsabilidades, os preparativos e as emoções da chegada de um novo membro da família”, explica Fátima Pereira, diretora executiva da produtora.

A cada episódio, a série desvenda quem é esse pai em processo de transformação, mostra como surgiu o seu desejo pela paternidade, qual foi a figura paterna determinante em sua vida, quais suas referências e modelos afetivos, o que a paternidade representa para ele e o que o nascimento daquela criança trará de mudanças em sua história. “O grande desafio é captar essa transformação: do homem em pai”, conta Rodrigo Hirinchsen, que assina a direção geral da atração.

Na estreia, o telespectador conhecerá dois casais que se tornam pais de filhos gêmeos. Esses dois novos pais são homens que tiveram mães fortes e e batalhadoras como referências. Para Saulo Werner e Maico Freitas, ser pai é uma maneira de reverenciar essas mulheres, que os fizeram ser quem são hoje.

Só que o sonho muitas vezes encontra dificuldades. A mulher de Saulo Werner teve hiperêmese gravídica no início da gestação e chegou a perder dez quilos. Ele foi quem a conduziu a se apaixonar pela maternidade. Werner deixou a república em que vivia para morar de volta na casa da mãe e com a esposa. Ele se vira em três para garantir o bem estar das filhas gêmeas. Para isso, administra a república onde vivia, além de fazer produção cultural, cantar uma banda de rap e fazer cookies para vender em shows e na universidade.

FacebooktwitterlinkedinFacebooktwitterlinkedin